AGENDAMENTO DE CONSULTAS: (54) 3045-9700 | (54) 3045-9800
VIA WHATSAPP: (54) 99253-3525
LISTA DE TELEFONES ÚTEIS   ↵

« Voltar
JOELHO: LESõES COMUNS NO ESPORTE

Maior e mais complexa articulação do corpo humano, o joelho é destaque na traumatologia do esporte devido à elevada incidência de lesões. Atletas profissionais, amadores e recreativos estão sempre sujeitos a sofrer algum tipo de lesão, seja ela traumática, por sobrecarga ou excesso no volume de treinos.


Em estudos de biomecânica, foi possível concluir que a articulação do joelho é a que mais trabalha próximo aos seus limites fisiológicos, ou seja: no nível entre destruição tecidual e reconstrução. Durante a prática esportiva, o joelho que naturalmente é uma articulação de exigências extremas, deve ser estável o suficiente para suportar o peso e ter liberdade de movimento absoluta para poder transmitir energia cinética gerada pelo contato dos membros inferiores com o solo. Por este motivo, esta é uma articulação extremamente suscetível ao trauma, onde sofrer um movimento maior que o suportado pode lesar as estruturas e comprometer a desempenho do atleta.

 
O ortopedista e traumatologista do IOT, Paulo Renato Fernandes Saggin, especialista em cirurgia do joelho, esclarece nesta entrevista as principais dúvidas sobre as lesões que acometem os joelhos na prática esportiva e como preservar a saúde desta complexa articulação formada por ossos, cartilagens, tendões e ligamentos.

 

Quais são as principais lesões que acometem os joelhos na prática esportiva?

Dr. Paulo Renato Fernandes Saggin: As principais lesões relacionadas ao esporte podem ser divididas em traumáticas ou lesões por sobrecarga e uso excessivo. As lesões traumáticas incluem principalmente as lesões dos ligamentos e meniscos. Nas lesões por uso excessivo ou sobrecarga destacam-se as tendinites e a chamada síndrome de dor anterior do joelho.

 

Quais são os sinais e sintomas de uma possível lesão no joelho?

Dr. Paulo: O principal sintoma que traz os pacientes ao consultório é a dor, mas muitas podem ser as queixas apresentadas. Edema ou derrame articular, “falseios”, estalos, bloqueios articulares e sensação de travamento também são comumente descritos por quem apresenta lesões nos joelhos.

 

Quais os exames podem ajudar no diagnóstico?

Dr. Paulo: Os exames complementares devem ser pedidos somente após o paciente  ter consultado e ser devidamente examinado. Na maior parte das vezes os exames servem apenas para confirmar ou quantificar aquilo que o exame físico já identificou. Os exames mais comumente pedidos são aqueles chamados de exames de imagem ( raio-X, ressonância magnética, tomografia, etc..).

 

Como a lesão é tratada?

Dr. Paulo: Isto depende muito da lesão apresentada. O tratamento pode variar desde o simples repouso, para que a articulação possa “cicatrizar” , até procedimentos cirúrgicos.

 

Quando a cirurgia é indicada?

Dr. Paulo: Isto também depende muito da lesão. Como exemplo de lesões onde a cirurgia é  na maior parte das vezes o tratamento de escolha temos as rupturas do ligamento cruzado anterior. No outro extremo temos as síndromes dolorosas, onde a indicação de cirurgias é exceção.

 

Como se dá o retorno ao esporte?

Dr. Paulo: Cada paciente e cada lesão tem seu tempo. Normalmente a recuperação se dá em fases e é muito importante respeitar os limites de cada fase, já que a exigência  precoce de uma estrutura que ainda não está adequadamente cicatrizada pode prejudicar todo o tratamento. Ainda, é muito importante lembrar da importância do tratamento fisioterápico na reabilitação que precede o retorno ao esporte.

 

Qual o melhor esporte para quem tem lesões no joelho?

Dr. Paulo: Na maior parte das vezes as pessoas preferem aqueles exercícios mais leves ou com pouco impacto, mas não podemos generalizar ou criar regras. O joelho é uma articulação complexa e os diferentes esportes podem sobrecarregar diferentes partes do joelho e de maneiras diferentes. É importante, portanto, que o esporte seja individualizado naqueles pacientes com patologias dos joelhos e que se pesem os riscos e benefícios (que são muitos) envolvidos na prática da atividade física antes que se possam traçar as recomendações adequadas para cada indivíduo.

 

Quais seriam as recomendações aos atletas e esportistas que tem ou já tiveram algum tipo de dor?

Dr. Paulo: Procure atendimento para que se possa fazer um diagnóstico do problema. É somente a partir do diagnóstico correto que se podem tomar medidas para curar ou minimizar o problema.

 

E para os iniciantes, qual seria a melhor forma de preservar a saúde dos joelhos?

Dr. Paulo: Aqui valem aquelas regras gerais: controle do peso corporal, bom condicionamento muscular e alongamento, etc... Sempre é importante lembrar que a progressão da intensidade e carga dos exercícios deve ser gradual. Um educador físico pode ajudar bastante. E se surgirem sintomas um médico deve ser procurado.

 

 

FOTO: ASCOM IOT

 



Mais Sobre
MAIS SOBRE

 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Sentar em W: pode ou não pode?
Você cuida da postura?
Clínica IOT realiza homenagem a seu primeiro cola...
Confraternização de fim de ano
Clínica IOT é destaque em Ortopedia e Traumatologia...
ENTRE EM CONTATO
(54) 3045-9700 / 3045-9800 Whatsapp 99253 3525
sac@iotrs.com.br

NEWSLETTER
Para assinar nossa newsletter preencha o campo abaixo.
Ok
© 2019 IOT HOSPITAL DO TRAUMA | www.iotrs.com.br - Todos os Direitos Reservados