AGENDAMENTO DE CONSULTAS: (54) 3045-9700 | (54) 3045-9800
LISTA DE TELEFONES ÚTEIS   ↵

« Voltar
CIRURGIA DA MãO E MICROCIRURGIA

 

Antônio Lourenço Severo

 

O primeiro curso de Especialização em Cirurgia da Mão no Estado do Rio Grande do Sul teve início em Passo Fundo, em janeiro de 1998, quando foi estruturado pelo médico ortopedista Osvandré Lech. Por iniciativa do Instituto de Ortopedia e Traumatologia (IOT), atual Clínica IOT, em parceria com o Hospital São Vicente de Paulo (HSVP), o serviço obteve imediato credenciamento na Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão (SBCM).

 

O corpo docente inicial contou com os médicos Carlos Leal, Carlos Oliveira, Paulo Ruschel e Milton Pignataro. Em 1999, Antônio Severo passou a fazer parte do corpo docente e, 10 anos depois, em 2009, Marcelo Lemos. A primeira cirurgiã de mão formada pelo serviço foi a Dra. Tatiana Pitágoras.

 

O cirurgião de mão atua em todos os tecidos do membro superior: osso, cápsula, tendão, nervo, artéria, veia e pele. Desta forma, se torna necessário a interdisciplinariedade com diversas áreas, tais como Ortopedia, Cirurgia Plástica, Reumatologia, Fisiatria, Fisioterapia, Anestesiologia, Cirurgia Vascular, Eletroneuromiografia, Patologia, Infectologia, Radiologia e Neurocirurgia. A área requer profissionais capacitados para agir rapidamente, de forma humanista e com alto conhecimento de tecnologias avançadas.  

 

O profissional que cursa a residência médica irá adquirir aptidões como o conhecimento minucioso da anatomia e da biomecânica do membro superior, com treinamento em técnicas cirúrgicas convencionais ou microcirúrgicas, a fim de tratar perdas cutâneas e ósseas – seja no membro superior ou inferior, reimplantes, tratamento das lesões tendíneas, dos nervos periféricos e de plexo braquial, malformações congênitas e patologias infecciosas, lesões crônicas, doenças degenerativas, patologias ocupacionais, dentre outras.

 

Devido à grande importância na área da saúde, em meados de 2007, a Cirurgia da Mão deixou de ser área de atuação da Ortopedia e da Cirurgia Plástica e passou a ser uma especialidade médica distinta pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), sendo desde então fiscalizada e coordenada pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC) e pela Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão (SBCM).

 

Em 2014, IOT e HSVP receberam fiscalização do MEC para convalidar a residência médica em Cirurgia da Mão, que se mantém registrada e credenciada por cumprir com todas as exigências, padrão de qualidade e critérios de avaliação necessários. Neste período, Antônio Severo assume a coordenação da residência médica. A partir de 2016 a Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) se torna responsável por todos os programas de residência do HSVP, mantendo a Cirurgia da Mão no campus HSVP sob a responsabilidade dos preceptores do IOT.

 

O curso oferece duas vagas, possui duração de dois anos e exige como pré-requisito que o médico seja formado em Ortopedia e Traumatologia e/ou Cirurgia Plástica, nos termos da resolução nº 2, de 20 de agosto de2007, do Conselho Nacional de Residência Médica.

 

O Serviço de Cirurgia da Mão do IOT/HSVP é reconhecido internacionalmente pela qualidade das publicações científicas sob a forma de artigos de pesquisa básica e clínica, livros, capítulos de livro e conferências. Os instrutores do serviço sempre buscaram a excelência científica e possuem um ponto em comum: foram educados por Harold Kleinert e equipe, o lendário cirurgião de mão de Louisville, Kentucky, Estados Unidos. Além disso, Antônio Severo obteve o grau de Doutor pela Universidade Pablo de Olavide, na Espanha, e Osvandré Lech presidiu a Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão.

 

Médicos formados no serviço mantém o legado da excelência em diferentes pontos do Brasil e exterior: Tatiana Pitágoras e Marcelo Lemos (Passo Fundo/RS), Henrique Ayzembeg (Joinville/SC), Edgar Valente (Londrina/PR), Marcelo Costa (Salvador/BA), Antonir Nolla (Lages/SC), John Olviedo (Melledin, Colômbia), Luiz Eduardo da Silva (Chapecó/SC), Ádria Bentes (Manaus/AM), Raimundo Araújo (Maceió e Arapiraca/AL), Philipe Maia (Belo Horizonte/MG), Rulby Puentes Fajardo (Bogotá, Colômbia), Danilo Barreto (Rio Grande/RS), Daniel Strack (Ijuí,/RS), Filipe Schmidt (Goiânia/GO), Haiana Cavalheiro (Pato Branco/PR), Marjuriê Scaranto (Sinop/MT).

 

 



Mais Sobre
MAIS SOBRE

 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Clínica IOT é destaque em Ortopedia e Traumatologia...
Cirurgia da Mão e Microcirurgia
Passo Fundo recebe ortopedista que criou primei...
A alimentação pode ser sua aliada na prevenção da o...
IOT presta homenagem ao Hospital São Vicente de P...
ENTRE EM CONTATO
(54) 3045-9700 ou 3045-9800
sac@iotrs.com.br

NEWSLETTER
Para assinar nossa newsletter preencha o campo abaixo.
Ok
© 2018 IOT HOSPITAL DO TRAUMA | www.iotrs.com.br - Todos os Direitos Reservados