AGENDAMENTO DE CONSULTAS: (54) 3045-9700 | (54) 3045-9800
VIA WHATSAPP: (54) 99253-3525
LISTA DE TELEFONES ÚTEIS   ↵

« Voltar
GENO VARO E VALGO

É comum em consultórios de ortopedistas pediátricos a presença de pais preocupados

com os filhos e suas pernas que parecem tortas. Mas você sabia que é normal que as

crianças passem por períodos de pernas tortas?

 

O ortopedista pediátrico da Clínica IOT, Jung Ho Kim, revela que o mais comum é que

as crianças cheguem com ao consultório com as perninhas em formato de geno varo, as

chamadas pernas de cavaleiro, quando os tornozelos encostam, porém joelhos não; ou o

geno valgo, conhecidas como pernas em X, quando os joelhos encostam e os tornozelos

não.

 

O ortopedista esclarece que todas as crianças passam por períodos de geno varo e geno

valgo. “Até os 2 anos de idade o padrão é geno varo, após, gradualmente, o indivíduo

vai assumindo um padrão valgo . Então esta angulação vai melhorando sendo ainda

normal ter um pouco de valgo até a maturidade. Geralmente, o período de maior

intensidade do valgo ocorre entre os dois anos e meio até os quatro anos, em média.

As angulações são definidas com um gráfico chamado Salenius e Vankka”, revela o

ortopedista.

 

Após os 8 anos existe uma tendência que o menino tenha as pernas neutras ou

retas. As meninas tendem a ter os joelhos em leve valgo. “Contudo, é importante

lembrar que é normal e aceitável ter alguns graus de geno varo ou valgo, sem que

isso signifique necessariamente uma doença ou problema ortopédico”, frisa o

ortopedista.

 

O Dr. Jung comenta que existem casos patológicos de angulação do joelho são

secundários a doenças metabólicas (principalmente raquitismo), doenças mecânicas ou

displasias ósseas (lesões benignas semelhantes a tumores que consistem na

substituição do osso medular pelo tecido fibroso, causando a expansão das áreas e

enfraquecimento dos ossos envolvidos). Assim o tratamento dos casos patológicos de

geno varo e geno valgo depende da doença primária pois a angulação do joelho

geralmente é sintoma, não a doença.

 

O ortopedista explica que quando existe permanência de deformidade dos joelhos após a

idade de estabilização dos desvios angulares fisiológicos, e a magnitude for patológica,

existem várias formas de tratamento dentre estes a modulação de crescimento ou

cirurgia que corrige o mau alinhamento dos membros inferiores (osteotomia).



Mais Sobre
MAIS SOBRE

 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Ciência e tecnologia para garantir atendimento de...
Técnica cirúrgica com nitrogênio para destruição de c...
Osvandre Lech reeleito presidente do IBSES
Diagnóstico precoce para a dor no punho
Geno varo e valgo
ENTRE EM CONTATO
(54) 3045-9700 / 3045-9800 Whatsapp 99253 3525
sac@iotrs.com.br

NEWSLETTER
Para assinar nossa newsletter preencha o campo abaixo.
Ok
© 2019 IOT HOSPITAL DO TRAUMA | www.iotrs.com.br - Todos os Direitos Reservados